Blog Clave de Sol - ano IV


19 junho, 2007

Dia "D" - O mundo começa agora...

Hoje estou criando uma nova Seção na Clave de Sol, o Dia "D"... sabe quando uma música te vem na mente e fica o dia todo com ela??? Tu tenta cantarolar outra, mas que nada, é essa e não tem jeito, até pode ser música que tu não gosta... essa inferniza teu dia... rsrsrs
O bom mesmo é quando a música é daquelas tuas preferidas e te traz boas recordações... o dia fica lindo, perfeito e bate aquela saudade... eita koza boaaa!!!
Então estamos combinados, quando bater aquela música ao acordar, ela estará aqui, pronta pra ficar registrada no Dia "D".
Se alguém quiser aproveitar o Dia "D" da Clave, é só me avisar que deixo teu registro também... afinal a Clave é de todos que por aqui passam e se identificam.

Para a grande estréia, vai uma Grande Música em todos os sentidos, com duração de 11'28" (vale a pena ouvir toda) e pra mim umas das melhores músicas feitas até hoje.
Eu AMO essa música, e a banda, nem se fala, é claro que pra mim marcou e marca minha vida.

I

"Não sou escravo de ninguém
Ninguém senhor do meu domínio
Sei o que devo defender
E por valor eu tenho
E temo o que agora se desfaz.

Viajamos sete léguas
Por entre abismos e florestas
Por Deus nunca me vi tão só
É a própria fé o que destrói
Estes são dias desleais.

Sou metal, raio, relâmpago e trovão
Sou metal, eu sou o ouro em seu brasão
Sou metal, me sabe o sopro do dragão.

Reconheço meu pesar
Quando tudo é traição,
O que venho encontrar
É a virtude em outras mãos.

Minha terra é a terra que é minha
E sempre será minha terra
Tem a lua, tem estrelas e sempre terá.

II

Quase acreditei na sua promessa
E o que vejo é fome e destruição
Perdi a minha sela e a minha espada
Perdi o meu castelo e minha princesa.

Quase acreditei, quase acreditei

E, por honra, se existir verdade
Existem os tolos e existe o ladrão
E há quem se alimente do que é roubo
Mas vou guardar o meu tesouro
Caso você esteja mentindo.

Olha o sopro do dragão...

III

É a verdade o que assombra
O descaso que condena,
A estupidez o que destrói

Eu vejo tudo que se foi
E o que não existe mais
Tenho os sentidos já dormentes,
O corpo quer, a alma entende.

Esta é a terra-de-ninguém
Sei que devo resistir
Eu quero a espada em minhas mãos.

Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão
Eu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão
Eu sou metal, me sabe o sopro do dragão.

Não me entrego sem lutar
Tenho ainda coração
Não aprendi a me render
Que caia o inimigo então.

IV

- Tudo passa, tudo passará...

E nossa história não estará pelo avesso
Assim, sem final feliz.
Teremos coisas bonitas pra contar.

E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe para trás
Apenas começamos.
O mundo começa agora
Apenas começamos."

(Metal Contra as Nuvens - Legião Urbana)

Renato Russo escreveu essa música em 1991, como um desabafo diante dos danos trazido por Fernando Collor. A desilusão que a música irradia é em relação à política.
Nossa, depois de 16 anos como ela continua atual... é temos que mudar isso...


Marcadores: , , ,

4 Comments:

  • minha sugestão:
    melodia sentimental - villa-lobos
    caçador de mim
    ah, do 14 bis tem boas....
    ao que vai chegar-toquinho-lindas recordações...

    ih, aí já tem várias recordações

    pode escolher
    vivi

    By Anonymous vivi, at 21/6/07 1:52 AM  

  • Estou com Ana Julia (Los Hermanos)na cabeça, só o dia D pode me ajudar. Conto com vc GNC. Bjimmm

    By Blogger Fabian, at 21/6/07 9:06 AM  

  • Vivi,
    Obrigada pelas sugestões, mandou bem, será atendida em breve. Só que o Dia "D" é quando vc fica o dia todo com uma música na cabeça, ok??? eheheh

    Fabian, teu pedido será atendido.
    Valeu pela participação.

    Bjos a todos

    By Blogger Cris Soares, at 21/6/07 1:32 PM  

  • Realemtne, o renato conseguia se superrar sempre...
    Essa é uma das melhores músicas da Legião na minha opinião..
    Gosto muito da letra de Perfeição também...
    Vou pensar numa musica assim e falo na proxioma vez que passar por aqui,,
    Um beijo

    By Blogger Chawca, at 22/6/07 12:42 PM  

Postar um comentário

<< Home